Home Data de criação : 07/12/11 Última atualização : 11/10/17 11:17 / 80 Artigos publicados

Soneto - Gregório de Matos  (Poesias) escrito em quinta 10 janeiro 2008 18:49

gregorio_matos

 

 

 

 

Autor de uma poesia ferina e virulenta, Gregório de Matos (1623/33? – 1696) era temido e reverenciado na Bahia setecentista, tido como o primeiro poeta maldito brasileiro.

A violência satírica do maravilhoso poeta maldito ataca os poderosos, os moralistas, os dogmas e os “bons costumes”. Por isso, até hoje sua obra permanece como uma das mais malditas e rebeldes da história da literatura brasileira, sendo considerado o maior poeta barroco do Brasil e um dos maiores de Portugal.

A alcunha Boca do Inferno (ou Boca de Brasa) foi dada à Gregório de Matos devido sua ousadia em criticar a Igreja Católica, muitas vezes ofendendo padres e freiras, e a própria cidade da Bahia (estado em que nasceu) como no soneto em que Descreve o que era realmente naquele tempo a cidade da Bahia (mesmo poema presente no vídeo):

 

 

  A cada canto um grande conselheiro,

que nos quer governar cabana, e vinha,

não sabem governar sua cozinha,

e podem governar o mundo inteiro.  

 

Em cada porta um freqüentado olheiro,

que a vida do vizinho, e da vizinha

pesquisa, escuta, espreita, e esquadrinha,

para a levar à Praça, e ao Terreiro.   

 

Muitos mulatos desavergonhados,

trazidos pelos pés os homens nobres,

posta nas palmas toda a picardia.  

 

Estupendas usuras nos mercados,

todos, os que não furtam, muito pobres,

e eis aqui a cidade da Bahia.”  

 

 

Preço (pesquisado em 10/01/08) da coletânea Antologia, com seleção e notas de Higino Barros, editora L & PM Pocket:

 


  • Para saber mais sobre Gregório de Matos:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Greg%C3%B3rio_de_Matos

http://www.biblio.com.br/conteudo/GregoriodeMatos/GregoriodeMatosGuerra.htm

 

  • Para ler outras poesias de Gregório de Matos:

http://www.secrel.com.br/jpoesia/grego.html

http://www.cce.ufsc.br/~nupill/literatura/gregorio.html


Compartilhar
1 Fan

Faça um comentário!

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.
Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (184.72.72.182) para se identificar     

Nenhum comentário
Soneto - Gregório de Matos


Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para cantinhodaliteratura

Precisa estar conectado para adicionar cantinhodaliteratura para os seus amigos

 
Criar um blog