Home Data de criação : 07/12/11 Última atualização : 11/10/17 11:17 / 80 Artigos publicados

O CAÇADOR DE PIPAS - Khaled Hosseini  (Best-seller) escrito em segunda 03 março 2008 19:44

k.hosseini

 

  

O Caçador de pipas é o primeiro romance escrito pelo médico afegão Khaled Hosseini (1965), que atualmente mora na Califórnia. Publicado pela primeira vez em 2003, é o primeiro romance em inglês escrito por um afegão.

O Caçador de pipas conta a história dramática de Amir, um garoto Pashtun* rico de Wazir Akbar Khan, distrito de Cabul, que é atormentado pela culpa de ter traído seu amigo de infância, Hassan, filho do empregado Hazara* do seu pai, Ali; a amizade entre os dois toma ares tão dramáticos quanto o momento vivido pelo país na época.

A história tem como centário uma série de acontecimentos tumultuosos, que começa com a queda da monarquia do Afeganistão decorrente da invasão soviética, a massa de emigrantes refugiados para o Paquistão e para os EUA e a implantação do regime Talibã. Depois de passar anos na Califórnia, Amir retorna para sua cidade natal, no Afeganistão, para tentar corrigir seus erros do passado.

O caçador de pipas foi escolhido por diversas comunidades e organizações como uma forma de discussão sobre as questões históricas e culturais presentes no romance. Muitos programas escolares notáveis têm adotado o livro.

Tem mais de 8 milhões de cópias vendidas em todo o mundo, sendo mais de 1 milhão de cópias vendidas no Brasil.

O livro foi adaptado para o cinema e lançado em 18 de janeiro de 2008 nos Estados Unidos, chegando ao Brasil ainda em Janeiro; na transposição do livro para o cinema, O caçador de pipas perdeu parte de seus dramas mais pesados – talvez até para evitar problemas e alta classificação indicativa. Uma das seqüências mais sofridas do livro, vivida pelo filho de Hassan, foi eliminada da história no longa-metragem (veja comentário sobre o filme em http://br.youtube.com/watch?v=2g8uKMMYvNU). Como a maioria das adaptações, o filme causa uma certa decepção para aqueles que leram o livro.

A história de Amir e Hassan é tocante e emociona qualquer leitor; ela mostra-nos que mesmo no terror ainda há espaço para o humano, a amizade e o amor. Além da história em si, o livro brinda-nos com uma cultura totalmente desconhecida para o mundo ocidental e mostra que não há fronteiras para o drama humano.

Abaixo o primeiro capítulo de O caçador de pipas:

 

 

Um

 Dezembro de 2001

 

EU ME TORNEI O QUE SOU HOJE aos doze anos, em um dia nublado e gélido do inverno de 1975. Lembro do momento exato em que isso aconteceu, quando estava agachado por detrás de uma parede de barro parcialmente desmoronada, espiando o beco que ficava perto do riacho congelado. Foi há muito tempo, mas descobri que não é verdade o que dizem a respeito do passado, essa história de que podemos enterrá-lo. Porque, de um jeito ou de outro, ele sempre consegue escapar. Olhando para trás, agora, percebo que passei os últimos vinte e seis anos da minha vida espiando aquele beco deserto.

Um dia, no verão passado, meu amigo Rahim Khan me ligou do Paquistão. Pediu que eu fosse vê-lo. Parado ali na cozinha, com o fone no ouvido, sabia muito bem que não era só Rahim Khan que estava do outro lado daquela linha. Era o meu passado de pecados não expiados. Depois que desliguei, fui passear pelo lago Spreckels, na orla norte do parque da Golden Gate. O sol do início da tarde cintilava na água onde navegavam dezenas de barquinhos em miniatura, impulsionados por um ventinho ligeiro. Olhei então para cima e vi um par de pipas vermelhas planando no ar, com rabiolas compridas e azuis. Dançavam lá no alto, bem acima das árvores da ponta oeste do parque, por sobre os moinhos, voando lado a lado como um par de olhos fi tando San Francisco, a cidade que eu agora chamava de lar. E, de repente, a voz de Hassan sussurrou nos meus ouvidos: “Por você, faria isso mil vezes!” Hassan, o menino de lábio leporino que corria atrás das pipas como ninguém.

Sentei em um banco do parque, perto de um salgueiro. Pensei em uma coisa que Rahim Khan disse um pouco antes de desligar, quase como algo que lhe houvesse ocorrido no último minuto. “Há um jeito de ser bom de novo.” Ergui os olhos para as pipas gêmeas. Pensei em Hassan. Pensei em baba. Em Ali. Em Cabul. Pensei na vida que eu levava até que aquele inverno de 1975 chegou para mudar tudo. E fez de mim o que sou hoje...

 

  

Preço (visualizado em 18/02/08):

 

1. Edição especial ilustrada:

 

2. Audiolivro/ compacto MP3:

 

3. Edição simples: R$ 27,90 (www.livrariasaraiva.com.br).

 


  • Para saber mais sobre Khaled Hosseini:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Khaled_Hosseini

http://revistaepoca.globo.com/Epoca/0,,EPT1049655-1661,00.html

 

  • Para saber mais sobre O caçador de Pipas:

http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Kite_Runner

http://www.revistaparadoxo.com/materia.php?ido=2852

http://www.novafronteira.com.br/produto.asp?CodigoProduto=1767

http://www.planetaeducacao.com.br/novo/artigo.asp?artigo=514

http://www.netsaber.com.br/resumos/ver_resumo.php?c=3045

  

  • Para saber mais sobre o filme O caçador de Pipas:

http://g1.globo.com/Noticias/Cinema/0,,MUL262818-7086,00-MENOS+DRAMATICO+QUE+O+LIVRO+O+CACADOR+DE+PIPAS+CHEGA+AOS+CINEMAS.html

 

  • Para ler os dois primeiros capítulos de O caçador de Pipas em formato eletrônico:

http://www.martinsfontespaulista.com.br/site/PDFs/Capitulo1/203943.pdf

 

  • Para ler O caçador de pipas em formato eletrônico (obra completa):

http://sabotagem.revolt.org/sites/sabotagem/files/o_ca%C3%A7ador_de_pipas_-_khaled_hosseini.pdf

 


 

Notas:

  • Dicionário:

*Pashtun - etnia dominante no Afeganistão, representam 53% da população afegã e encontram-se no leste do país.

*Hazara - minoria xiita de origem mongol que vive no Afeganistão; etnia menos abastada, geralmente discriminada e odiada no Afeganistão; perfazem cerca de 20% da população do país.

  • O vídeo presente neste artigo traz o trailler do filme O caçador de pipas, obra baseada no livro homônimo de Khaled Hosseini, com direção de Marc Forster, e que estreou no Brasil em janeiro.

Compartilhar

Faça um comentário!

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.
Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.235.16.159) para se identificar     

Nenhum comentário
O CAÇADOR DE PIPAS - Khaled Hosseini


Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para cantinhodaliteratura

Precisa estar conectado para adicionar cantinhodaliteratura para os seus amigos

 
Criar um blog